Carregando

Pascal Iluminao ou Alquimia Conscincia Csmica IX


A genialidade de Blaise Pascal dispensa comentrios, pois j foi reconhecida por toda a humanidade.

Mas teria sido Pascal um Mstico ou um Alquimista, eis uma questo que merece considerao.

Dois grandes do universo da literatura esotrica escreveram sobre ele. O primeiro foi Richard Maurice Bucke, em seu Conscincia Csmica, que foi publicado no Brasil pela Ordem Rosacruz, Amorc. O segundo foi Fulcanelli, em As moradas dos Filsofos, com vrias publicaes em portugus, no Captulo Qumica e Filosofia.

Para o Dr. Bucke, Pascal foi um caso de Conscincia Csmica; para Fulcanelli, Pascal teria presenciado ou efetuado a transmutao de metal inferior em ouro, um dos grandes objetivos da Alquimia, pois tal transmutao s possvel aps a obteno da Pedra Filosofal.

Ambos se baseiam no Pergaminho dobrado, encontrado por um criado, sob as roupas de Pascal, alguns dias aps sua morte.

Citarei apenas as partes mais importantes, do que ficou conhecido como O Amuleto de Pascal.

O ano da graa 1654, segunda-feira, 23 de Novembro, dia de So Clemente, Papa e Mrtir.

Viglia de So Crisgono, mrtir e outros, desde aproximadamente 10h30 da noite at por volta das 12h30 depois da meia-noite.

FOGO

Deus de Abrao, Deus de Isaac, Deus de Jac.

No dos filsofos e sbios.

CERTEZA. CERTEZA. SENTIMENTO. ALEGRIA. PAZ.

Como dissemos, Bucke interpreta o FOGO como a luz caracterstica das experincias de Conscincia Csmica, e os demais sentimentos como o jbilo e xtase que a acompanham.

Entretanto Fulcanelli v na palavra Crisgono, a explicao para Pascal estar se referindo transmutao de metal.

Crisgono, explica Fulcanelli, formada de duas palavras de origem gregas (Chrysos), ouro e (passado, ido) gerao. Desta forma teramos o significado de gerao do ouro, o que bastou para Fulcanelli assegurar que Pascal era um Alquimista.

Quanto a mim, no tenho dvidas de que Pascal foi um elevado caso de Conscincia Csmica; j quanto a ser Alquimista, no tenho opinio formada.

Entretanto, s vezes penso que as duas conquistas, em nvel elevado, se confundem (para nvel baixo de Conscincia Csmica, no necessrio ser Alquimista em Laboratrio, s em Oratrio), pois a Prancha 15 e final do Mutus Liber, um famoso livro de Alquimia, traz a transfigurao do Alquimista em Mestre ou Adepto, algum que completou o caminho Inicitico.


 Recomende este artigo
Indique para um amigo


Aguarde...






Todos Direitos Reservados © 2019